PANORAMA DO USO DE SIMULAÇÃO DO DESEMPENHO DE EDIFICAÇÕES EM METODOLOGIAS DE ZONEAMENTO CLIMÁTICO

Franklin Puker de Sousa, Tássio Luiz dos Santos, Arthur Santos Silva

Resumen


Diversos países estão sujeitos ao zoneamento climático para verificação do nível de eficiência energética de suas edificações, contudo, ainda não há um consenso na literatura sobre a metodologia mais adequada para construí-lo. Dentre as técnicas possíveis, a simulação do desempenho de edificações é uma ferramenta com grande potencial para definição e validação das zonas climáticas, todavia, pouco se sabe sobre os resultados de sua aplicação. Em face do exposto, este artigo objetivou, por meio de uma revisão sistemática da literatura, compilar e analisar os estudos relativos ao uso de simulação em metodologias de zoneamento climático. Ao analisar os zoneamentos climáticos de 64 nações, constatou-se que em apenas 7 a simulação foi, de algum modo, considerada na elaboração do zoneamento climático. Com relação aos modos de aplicação, a simulação é frequentemente utilizada para definição e validação das zonas climáticas em conjunto com outros procedimentos. Marrocos e Espanha são os únicos representantes nos quais o zoneamento climático e os vigentes regulamentos de eficiência energética foram definidos com base nos resultados de simulação computacional termoenergética, indicando que a ferramenta é ainda pouco explorada para essa finalidade.


Palabras clave


zoneamento climático; eficiência energética de edificações; simulação do desempenho de edifícios

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2021.14.3.75703