ANÁLISE SOBRE OS IMPACTOS AMBIENTAIS DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA - PB/BRASIL

Wanessa Alves Martins, Claudia Coutinho Nóbrega, Valeria Ibáñez-Forés, María Dolores Bovea, Cristine Helena Limeira Pimentel, Viviane Farias Silva

Resumen


Os resíduos sólidos urbanos (RSU) possuem um potencial significativo de gerar impactos ambientais. Dependendo de como são executadas as etapas do gerenciamento, os resíduos podem provocar impactos através das emissões gasosas, líquidas e sólidas nas diversas etapas do processo. O presente estudo tem como objetivo avaliar o ciclo de vida do programa de coleta seletiva dos RSU para identificar possíveis impactos ambientais decorrentes da implantação deste sistema no municipio de João Pessoa – PB. Foram coletados dados primários e secundários de um período de dez anos e utilizado a Avaliação do Ciclo de Vida (ACV). O software utilizado foi o SimaPro 8.0.1 e a metodologia desenvolvida foi CML-IA baseline versão 3.00/World 2000. As categorias avaliadas foram: eutrofização; acidificação; oxidação fotoquímica; aquecimento global; depleção da camada de ozônio e toxicidade humana.  Neste período, foi observado que o programa de coleta seletiva contribuiu para a redução de diversas emissões de poluentes para a atmosfera. A categoria acidificação teve emissão negativa em todos os anos avaliados. A eutrofização só apresentou emissão negativa em 2015, tendo em vista que neste ano os quantitativos recolhidos pela reciclagem foram superiores aos demais anos. Entretanto, para as categorias oxidação fotoquímica, aquecimento global, depleção da camada de ozônio e toxicidade humana as reduções na emissão de poluentes na etapa da reciclagem não foram suficientes para que estas categorias não gerassem impactos. Assim, para maiores reduções das emissões, deve-se buscar mecanismos que visem otimizar o programa de coleta seletiva do município, aumentando a reciclagem, além de implantar o reaproveitamento dos gases produzidos no aterro.


Palabras clave


avaliação do ciclo de vida; poluição ambiental; resíduos sólidos; reciclagem

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2021.14.3.76465