GESTÃO MUNICIPAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE JIJOCA DE JERICOACOARA, BRASIL/CE

Blanca Freire, Andreza Santos, Ana Bárbara Nunes

Resumen


Este trabalho apresenta uma avaliação da gestão de resíduos sólidos de Jijoca de Jericoacoara município, localizado no Nordeste Brasileiro, de significativa relevância ambiental e turística. As informações aqui apresentadas foram obtidas a partir da avaliação do Plano de Gestão Integrada de resíduos sólidos, de levantamento de dados junto à Prefeitura de Jijoca de Jericoacoara, de visitas in loco e por fim, análise das informações coletadas. No geral, o Plano, lançado em 2015 e previsto para 20 anos, respeita os requisitos mínimos exigidos em lei; além disso, 57% das suas ações propostas já foram concluídas. Atualmente, os maiores problemas do município em relação à gestão de resíduos sólidos são a grande geração (principalmente devido ao intenso fluxo turístico) e a disposição inadequada, que ocorre em lixão. Entretanto, o município tem obtido resultados satisfatórios com o programa de coleta seletiva e o apoio à Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis. De março de 2016 a dezembro de 2018, 380 toneladas de materiais recicláveis foram vendidos pela Cooperativa, evitando sua disposição no lixão. O vidro, resíduo com tempo de degradação indefinido, correspondeu a mais do que 50% da massa comercializada. O sucesso apresentado até o momento pela Cooperativa pode ser explicado pela sua articulação com a Prefeitura e com empresários locais, estratégia que pode servir de modelo para outras organizações desse tipo. A realização do diagnóstico proporcionou o conhecimento da realidade local, contudo, observa-se a necessidade de elaboração de ações mais efetivas e que melhor orientem as decisões da prefeitura quanto à gestão de seus resíduos.


Palabras clave


Jijoca de Jericoacoara; reciclagem; resíduo sólidos

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2022.15.1.76582

Comentarios sobre este artículo

Ver todos los comentarios